sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Superliga de vôlei começa com participação de 16 medalhistas olímpicos

Começou na última quarta-feira a superliga masculina e feminina de vôlei. A superliga de vôlei 2008/2009 promete ser uma das melhores e mais disputadas dos últimos anos, tanto no masculino como no feminino. Após o crescimento do vôlei no Brasil, com as conquistas da seleção masculina na era Bernardinho e das últimas medalhas nas Olimpíadas de Pequim, a CBV (Confederação Brasileira de Vôlei) tratou de repatriar diversos atletas brasileiros que jogavam no exterior.
Dos times femininos apenas três têm à disposição jogadoras campeãs olímpicas. O Finasa/Osasco conta com Paula Pequeno, Carol Albuquerque, Thaíssa e Sassá. O São Caetano investiu pesado na equipe e trouxe da Europa Fofão, Sheilla e Mari. A equipe Rexona-Ades, do Rio de Janeiro, conta com a líbero Fabi e a meio-de-rede Fabiana.
Mari, Fofão e Sheilla.

“Estou feliz da vida por retornar ao Brasil. Será uma Superliga equilibrada”, disse Fofão no lançamento da competição. Paula Pequeno concorda com o equilíbrio do torneio. “O equilíbrio é tanto que não dá para apontar um candidato ao título. A campeã será a equipe que tiver mais equilíbrio durante toda a competição”, afirma Paula.
No masculino, o Vivo/Minas trouxe os atletas André Heller e André Nascimento. O São Bernardo repatriou Serginho. O Cimed conta com o levantador Bruninho e Samuel, que está sem jogar, contundido. O Tigre/Unisul tem os atletas Marcelinho e Anderson na equipe. A competição masculina será mais equilibrada com chance de seis times chegarem á final.

André Heller e André Nascimento.

Os jogadores estão felizes com a volta ao Brasil. “Estou de volta ao meu time de coração e muito feliz. Não via a hora de voltar. Esta Superliga será especial por causa da volta de vários atletas que estavam no exterior”, contou Serginho no lançamento. André Nascimento também não via a hora de voltar. “Voltar para o Brasil e para o Minas Tênis Clube é muito bom. Estava com saudade do calor brasileiro. Já não agüentava mais o frio da Europa. Esta Superliga será muito boa. Todos se reforçaram e, com certeza, teremos um campeonato diferente dos anteriores”, contou.
Confira abaixo os resultados da primeira rodada da superliga masculina e feminina:

Superliga Feminina:
Primeiro turno - 1ª rodada
Rexona 3 x 0 Pomerode (25-14, 25-19, 25-14)
Mackenzie 3 x 1 Vôlei Futuro (23-25, 30-28, 27-25, 25-20)
Finasa 3 x 0 Praia Clube (25-16, 25-12, 25-10)
São Caetano 1 x 3 Brasil Telecom (23-25, 25-15, 23-25, 24-26)
Minas 3 x 2 Pinheiros (21-25, 25-21, 16-25, 25-22, 15-11)
Sport 0 x 3 Banespa (21-25, 16-25, 18-25)

Superliga Masculina:
Primeiro turno - 1ª rodada
Betim 3 x 1 Joinvile (25/21, 22/25, 25/17 e 25/20)
Santo André 3 x 0 Vôlei Futuro (25/23, 28/26 e 25/21)
Cimed 3 x 0 Náutico (30/28, 25/23 e 25/17)
Vitória 0 x 3 Minas (14/25, 22/25 e 20/25)
São Bernardo 3 x 0 Ulbra (25-23, 25-14, 25-21)
Bento Vôlei 2 x 3 UCS (27-25, 26-28, 22-25, 25-23, 7-15)

Um comentário:

Ivan Júnior disse...

Ainda está no começo, mas acho que o Minas é o favorito para o título, contando com uma base forte mais os craques André Heler e André Nascimento acho difícil o título ficar fora de Belo Horizonte. Vamos ir aos jogos e torcer!!!