domingo, 7 de junho de 2009

Brasil quebra tabu e goleia Uruguai

Depois de 33 anos sem vencer o Uruguai no estádio Centenário em Montevidéu, a seleção brasileira quebra o tabu e, ainda por cima, de goleada e com uma belíssima atuação. O Brasil conseguiu neutralizar o meio-de-campo uruguaio e mesmo quando chegavam à área brasileira, não passavam da barreira Júlio César. Superior durante todo o jogo, a seleção brasileira goleou o Uruguai por 4 a 0, com gols de Daniel Alves, Juan, Luís Fabiano e Kaká. O resultado deixou o Brasil em primeiro lugar das Eliminatórias da Copa, ficando com os mesmos 24 pontos que o Paraguai, mas com dez gols a mais de saldo. A seleção paraguaia, aliás, é a próxima adversária do Brasil, nesta quarta, no Recife.


Juan, Daniel Alves (de costas), Luís Fabiano e Kaká marcaram para o Brasil.


A seleção brasileira dominou a partida e passeou em campo. Mordidos pela provocação da torcida uruguaia – uma bandeira com os anos de 1950 e 2014 (uma alusão à Copa do Mundo vencida pelo Uruguai no Maracanã e à final da Copa de 2014, que também será no Maracanã) – os jogadores brasileiros sentiam a necessidade da vitória. Com dificuldades para tocar a bola por causa do péssimo estado do campo, o primeiro gol brasileiro saiu de um chute de longa distância. Daniel Alves pegou a bola da intermediária, sem muita força, e o goleiro Vieira aceitou. Frango do goleiro e 1 a 0 Brasil, aos 11 minutos.



A provocação da torcida uruguaia teve efeito contrário e o Brasil goleou.


O Uruguai passou a pressionar mais e produziu boas jogadas que paravam sempre nas mãos do goleiro Júlio César. A seleção dona da casa ainda teve um gol corretamente anulado por causa de impedimento. O autor do gol Daniel Alves, ainda foi decisivo em dois lances na defesa, salvando o primeiro gol uruguaio. O Brasil ampliou com um belo gol de Juan. Elano cobrou o escanteio e o zagueiro cabeceou e Vieira fez bela defesa. A bola, tirada da área pela defesa, caiu novamente nos pés de Elano, que cruzou na cabeça de Juan. O zagueiro se antecipou ao goleiro e marcou.

Daniel Alves fez o primeiro gol brasileiro e é saudado pelos reservas.

No segundo tempo, o Brasil já voltou no ataque. Logo no início, em uma triangulação entre Elano, Kaká e Luís Fabiano, o atacante acertou um chute cruzado da entrada da área e marcou o terceiro da seleção. Apesar de chegar com certo perigo em alguns momentos, sempre salvos por Júlio César, o Uruguai sentiu a goleada e desanimou em campo. Com o jogo dominado, o Brasil não teve problemas para chegar ao quarto gol. Kaká é lançado na área e sofre uma falta boba. O árbitro marca pênalti. O próprio Kaká bate para fechar a goleada histórica: 4 a 0. Júlio César, melhor goleiro da atualidade, ainda fez duas defesas extraordinárias, não permitindo que o Uruguai marcasse nem um gol de honra.

Luís Fabiano foi expulso e não jogará contra o Paraguai, na próxima quarta.

O técnico Dunga pôde descansar aliviado após a partida. O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, tinha dito durante a semana que a seleção tinha obrigação de fazer pelo menos quatro pontos nessas duas partidas. A seleção já somou três pontos nesse jogo e vai brigar pela vitória contra o Paraguai, no Recife. Para essa partida, Dunga não contará com Luís Fabiano, expulso contra o Uruguai. Resta saber se entra Pato ou o estreante Nilmar.
Assista abaixo aos gols da seleção brasileira:


3 comentários:

Lady T disse...

Tem poucas coisas que eu me orgulho no Brasil. E uma delas é com certeza o Futbol. rsrsrsrsrs

Beijos

http://king-of-notebook.blogspot.com/

Zone Core disse...

Tava na hora de ganhar...

Pô! era uma falta de vergonhar. Mas isso é bom para animar os jogadores.

ederdbz disse...

o blog em si tem um tema que pode ser muito mais relevante, basta você colocar algum tipo de humor e não se prender tanto em dados da partida...