terça-feira, 9 de junho de 2009

Seleção feminina estréia com vitória no Torneio de Montreux

A renovada seleção feminina de vôlei começou o novo ciclo olímpico com o pé direito. Disputando o Torneio de Montreux, na Suíça, o time de Zé Roberto Guimarães não teve dificuldades para vencer a Alemanha por 3 sets a 0, parciais de 25/20, 25/19 e 25/14. Fabiana e Natália foram as maiores pontuadoras com 13 pontos cada. Cheia de novidades – a equipe tem apenas seis jogadoras que fizeram parte do grupo olímpico – a seleção mostrou falta de entrosamento no início, mas com a qualidade técnica de algumas atletas, conseguiu superar os problemas. Começaram jogando Fabiana, Ana Tiemi, Sassá, Sheilla, Carol Gattaz, Natália e Fabi. A próxima partida do Brasil é nesta quinta-feira-feira, contra a China. As chinesas também estrearam vencendo as polonesas por 3 sets a 0, parciais 25/17, 25/21 e 25/13.


Carol Gattaz se destacou na estréia da seleção, na Suiça.

Zé Roberto fez uma renovação entre as levantadoras brasileiras e convocou Dani Lins e Ana Tiemi. Dani foi escolhida titular e capitã da equipe, mas por causa de uma lesão quem começou jogando foi Ana Tiemi. A jovem levantadora ficou insegura no início da partida cometendo alguns erros de passe. Com uma ótima atuação de Carol Gattaz e da estreante Natália, o Brasil foi melhorando no set. A Alemanha não estava bem e errou muito no saque e ataque. Com o time melhor em quadra, Zé Roberto colocou Mari, Joycinha e Dani Lins – se recuperando da lesão – mas a qualidade caiu e ele voltou com a equipe original. Depois de uma bela recuperação de Sassá, a seleção brasileira fechou o primeiro set com 25 a 20.

Sheilla é uma das seis campeãs olímpicas que continuam nesse novo ciclo.
No segundo set, o Brasil ainda sentia a falta de ritmo e entrosamento entre as jogadoras e a seleção alemã se aproveitou. Mais atentas, elas tiraram proveito dos erros brasileiros para ficarem três pontos à frente. Foi com a boa atuação de Sheilla e Carol Gattaz que a seleção brasileira conseguiu virar o jogo e assumir a liderança no placar. Com um forte bloqueio, o Brasil mostrou superioridade e terminou o set em 25 a 19. O terceiro set foi o mais tranqüilo de todos. A seleção mostrou porque é uma das melhores do mundo e dominou o set. Logo no início abriu uma grande vantagem que as alemãs não iriam conseguir tirar. Com um ataque potente e melhora no saque, o Brasil usou de suas armas, a defesa e o bloqueio, para encerrar a partida. O último ponto mostrou a personalidade da jovem Ana Tiemi com uma bola de segunda.

6 comentários:

Furdunço disse...

adorei teu blog,relata muito bem os fatos do esporte...so me resta te desejar muito sucesso

e se puder:http://furdunconosemaforo.blogspot.com

Janaina Moraes disse...

Adoro as meninas da seleção.
Assim como adoro os meninos e acho que o que realmente faz a diferença são os técnicos.
Ou o técnico.


http://aindamaisestorias.blogspot.com

http://blogcafeexpresso.blogspot.com

Caio Coletti disse...

A seleção feminina de volei tam dado muitas alegrias ao Brasil nos últimos tempos. Sempre que posso assisto a elas jogando, o que no meu caso é qdo o jogo é transmitido pela TV aberta. Mas adorei ficar por dentro das novidade nesse time ótimo que nosso país tem.

Abraço

Tolerância Zero disse...

sempre muito foda..seu jornal..a seleção brasileira feminina..nunca mais foi a mesma..antigamente dava gosto de assistir.... o negoço é meu mengãão.
rsrsrs

Edson Roberto Granja disse...

É muito legal a seleção feminina de vôlei, é um dos jogos que tenho gosto em assitir.

Ivan Junior disse...

Realmente nossas meninas são feras da quadra, uma das melhores seleções do mundo. É bom assisti-las!!!!