quinta-feira, 5 de março de 2009

Minas vence Santander/São Bernardo e se mantém na briga pela final

No duelo entre o Minas e o Santander/São Bernardo pela liderança do grupo e a vaga na final do turno, o time mineiro saiu na frente. Em casa e com o apoio da torcida, o Minas venceu a equipe do líbero Serginho, por 3 sets a 1, com parciais de 25/15, 25/22, 14/25 e 25/23. Para um confronto entre dois grandes adversários e candidatos ao título da Superliga, o Minas foi superior na maior parte do jogo. O levantador Rafael, do Minas, ganhou o troféu Viva Vôlei de melhor jogador. Com a vitória, os dois times estão empatados com três vitórias e uma derrota e têm chances de final, assim como o Vôlei Futuro.
Minas vence Santander/São Bernardo por 3 x 1 com o apoio da torcida.


A partida começou tranqüila para Minas, que contou com a volta de André Heller. O oposto André Nascimento, que se recupera de uma cirurgia no joelho, ficou no banco. O saque do time mineiro entrou bem e facilitou os pontos de bloqueio, marca forte do Minas. O segundo set foi mais disputado, mas o Minas venceu com boa atuação dos meios-de-rede André Heller e Henrique, que desequilibrou com o bom saque. No terceiro set o time mineiro desconcentrou e errou diversas jogadas. O Santander/São Bernardo aproveitou e levou set com grande vantagem: 25 x 14.
Mas no quarto set, após uma bronca do técnico Mauro Grasso, a equipe do Minas voltou com ânimo. Abriu boa vantagem no início, mas deixou o Santander/São Bernardo encostar. Após 1 hora e 43 minutos, o Minas fechou o jogo com 25 x 23. Para Mauro Grasso, o time não pode se desconcentrar como no terceiro set. “O saque deles entrou, dificultando nossa recepção. As bolas ficaram mais altas, mais lentas, eles bloquearam melhor e ganharam”, explica. “Mas nós estamos treinando forte visando já os playoffs”, conclui o técnico do Minas.
O líbero Serginho jogou a partida machucado, com lombalgia.
O ponteiro Ezinho também não gostou da atitude da equipe no terceiro set. “A gente tá chegando à fase decisiva, não pode acontecer mais isso. A gente tem que concentrar o máximo agora, para matar a pau, porque a gente sabe que vai ser difícil daqui para frente”, afirma Ezinho. O líbero Serginho acredita que o Santander/São Bernando vai melhorar nos playoffs. “O time teve algumas baixas esse mês. Eu joguei um pouco limitado, com uma lombalgia, mas essas peças estão voltando e a gente vai entrar bem nos playoffs”, afirma Serginho.

Um comentário:

Ivan Junior disse...

Pois é, o vôlei masculino do Minas eu tiro o chapéu pra quem vence-lo, a equipe está engrenada mesmo e muito bem comandada pelo Grasso!