quarta-feira, 1 de julho de 2009

Seleção feminina perde primeira partida no ano

A República Dominicana acabou com a invencibilidade da seleção brasileira em 2009, a última derrota foi em junho de 2008. Na partida desta terça-feira pela Copa Pan Americana, as dominicanas venceram por 3 sets a 2, com parciais de 25/23, 19/25, 18/25, 25/23 e 15/13, com 1h58 de jogo. A vitória levaria o Brasil direto para as semifinais, mas agora elas terão que enfrentar o Peru, pelas quartas-de-final para seguir na competição. O próximo jogo é nesta quinta-feira, às 18h30 (horário de Brasília), em Miami. Quem vencer entre Brasil e Peru, irá enfrentar a República Dominicana. As brasileiras já haviam vencido o Canadá na estréia por 3 sets a 0, a Argentina por 3 sets a 1 e a seleção de Trinidad e Tobago por 3 sets a 0.
O time caribenho é dirigido pelo brasileiro Marcos Kwiek, que já foi assistente técnico do Zé Roberto e conhece bem a seleção brasileira. A maior pontuadora da partida foi a dominicana Bethania de la Cruz, com 26 pontos, sendo que oito foram só no quinto set. Pelo lado brasileiro Sheilla e Thaisa foram o destaque com 17 pontos cada. O Brasil começou com Sheilla, Thaísa, Dani Lins, Fabiana, Mari e Natália, além da líbero Fabi. A central Carol Gattaz entrou no último set e Sassá substitui Natália no início do jogo e ficou até o final. Para Zé Roberto, a seleção errou muito em momentos importantes, foram 29 pontos para as adversárias de erros brasileiros. “A República Dominicana jogou bem e mereceu a vitória. O Brasil cometeu muitos erros em momentos cruciais da partida", afirmou o técnico.

4 comentários:

Tiago Dadazio disse...

ADORO!
AMO ESPORTES..FUTEBOL ENTÃO!

WiLL disse...

a mulherada daqui a poko volta a joga bem como sempre

[ www.ramelaum.com ]

Bruno Maranhão disse...

Ana Paula, vi que você foi lá no Prancheta. Valeu pela visita!
E parabéns pelo blog! É legal ver uma mulher com essa paixão por esportes!

Vou marcar presença por aqui sempre agora.

Se quiser fazer uma troca de links com o Prancheta, podemos conversar.

Pobre esponja disse...

O Vôlei brasileiro é motivo de orgulho há tempos. Tem que melhorar o basquete, tanto o masculino quanto o feminino.

abç
Pobre Esponja