segunda-feira, 13 de julho de 2009

Brasil é ouro em todas as categorias masculinas na Copa do Mundo de Judô

A seleção brasileira dominou a etapa de Belo Horizonte da Copa do Mundo de Judô, neste fim de semana. Ao todo, foram 31 medalhas, sendo nove de ouro, oito de prata e 14 de bronze. A segunda colocada foi a seleção alemã, com sete medalhas ao todo, três ouros, duas pratas e dois bronzes. Participaram da Copa do Mundo de BH 148 atletas de 17 países. Os brasileiros deram um show. Levaram todas as medalhas de ouro no masculino, e no feminino só ficaram de fora de uma final, na categoria até 63 Kg, com Danielli Yuri ficando com o bronze. No domingo, o Brasil conquistou seis medalhas de ouro, com atletas confirmando a boa fase e o favoritismo e algumas surpresas.


Luciano Corrêa conquistou o ouro em Belo Horizonte, com apoio da torcida.

Uma das lutas mais esperadas foi a final do meio-pesados entre o campeão mundial e nº 1 do ranking, Luciano Corrêa, do Belo Dente/Minas e seu rival, o carioca Leonardo Leite. Empurrado pela torcida que gritava seu nome, Luciano Corrêa repetiu o feito do ano passado e venceu Leonardo novamente. O pai de Luciano, seu Raimundo Corrêa, conhecido por incentivar o filho com gritos durante as lutas saiu satisfeito. “Depois das pratas em Moscou, Rio de Janeiro e Budapeste, estava na hora de subir no lugar mais alto do pódio. Principalmente aqui em Belo Horizonte, onde moro. Sei que sou bastante visado e preciso melhorar muito caso esteja no Mundial. Dedico esta vitória às crianças do projeto social Avança Judô, do qual eu sou padrinho. Tenho certeza que o esporte pode mudar a vida de todos”, disse Luciano.


Leandro Guilheiro exibe orgulhoso sua medalha de ouro.


Leandro Guilheiro conquistou o ouro na categoria leve após se recuperar de três cirurgias, na coluna, por causa de uma hérnia de disco, no ombro e no joelho. Outro campeão da noite, Leandro Cunha, sofreu na conquista da medalha. Durante a luta da final, o brasileiro e o austríaco Andreas Mitterfellner bateram cabeças e Leandro saiu sangrando. Com um curativo e a cabeça toda enfaixada, Leandro voltou e venceu a luta com um yppon. A surpresa foi a vitória de Guilherme Luna na categoria meio-médio. Lutando como convidando, o judoca venceu o experiente Flávio Canto, que ficou com a medalha de prata. “Não tenho nem o que dizer sobre o Flávio. Cresci vendo ele lutar e fico feliz em vencer um atleta tão consagrado, que dispensa qualquer tipo de apresentação”, disse Guilherme, que lutou no lugar do irmão Rodrigo, operado recentemente.



Leandro Cunha lutou a final com a cabeça enfaixada e venceu.

Se a competição, disputada na Arena JK, no Minas Tênis Clube, serviu de preparação para os atletas, também deixou a comissão técnica com dúvidas para escolher os 14 judocas que disputarão o Mundial de Roterdã, na Holanda, em agosto. Alguns atletas praticamente carimbaram o passaporte com a medalha de ouro. É o caso dos atletas do Belo Dente/Minas, Érika Miranda e Luciano Corrêa. Tiago Camilo deixou a primeira dúvida ao venceu na categoria médio, terceira que disputa. Ele venceu Eduardo Santos, que é o primeiro do ranking da CBJ com 348 pontos, na final e chegou aos 340 pontos. Na semifinal Tiago derrotou Hugo Pessanha, atleta do Belo Dente/Minas, que saiu com a medalha de bronze. A outra dúvida é na categoria pesos-pesados. Daniel Hernandes levou o ouro no Grand Slam do Rio, mas em BH perdeu na final para Walter Santos. Os dois esperam por uma vaga no Mundial.

Hugo Pessanha conquistou uma medalha de bronze.

7 comentários:

Blog do Deco disse...

O que acontece então nas Olimpíadas???

Pedro Amaral disse...

Melhor blog de seportes que eu já visitei eh o seu, parabéns

Visite-me se puder
http://theocho888.blogspot.com/

Y a s h a disse...

Uau!
Isso aqui está melhor do que globo esporte ou esporte espetacular. :D

Inez disse...

Isso porque no Brasil não há muitos incentivos para o esporte. Já pensou o que seria se tivesse?

Flávia disse...

São nessa horas que paramos e pensamos, imagine se o Brasil desse mais incentivos para educação e esporte.
Seríamos os primeiros!!

http//verdesconfissoes.blogspot.com

Allerson disse...

Bom para o brasil, se tivessemos mais incentivo a educação, se nossas escolas públicas tivessem qualidade, teriamos mais vitórias assim.

www.allersonblogger.blogspot.com

Camis disse...

Apesar do Brasil nao incentivar nem investir em esportes, ainda há aqueles que acreditam, fazem e é ouro...Uma vitoria pra todo país.

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com