domingo, 16 de novembro de 2008

Cruzeiro perde e chance de título fica distante

O Cruzeiro foi até o Recife com a missão de vencer o Náutico para continuar na disputa do Brasileirão. O Timbu necessitava da vitória para escapar da zona de rebaixamento. Com as duas equipes precisando do resultado o jogo só poderia ser emocionante. E foi. Quem saiu feliz foi o Náutico, que empurrado pela torcida venceu o Cruzeiro de goleada. A chance de título ficou mais distante para o time mineiro, que agora não pode se descuidar da vaga para Libertadores. Dos cinco times disputando a vaga, um vai ficar de fora.
A partida já começou movimentada, com as duas equipes buscando o gol. O Náutico saiu na frente logo aos quatro minutos de jogo, após o passe de Alessandro para Gilmar, o atacante ficou na cara do gol e chutou para fazer o primeiro gol. O Cruzeiro reagiu e quase empatou com 12 minutos, mas o árbitro anulou o gol de Ramires, marcando impedimento de Camilo que participava da jogada. O lance foi polêmico e motivo de muita reclamação por parte do banco cruzeirense. Mas seis minutos depois, o time mineiro conseguiu o empate, com um chute de Wagner pela esquerda.

Camilo na disputa de bola.

O ritmo acelerado do jogo continuou e enquanto a torcida cruzeirense ainda comemorava, Henrique derrubou Gilmar na área. Pênalti para o Náutico, três minutos após o gol do Cruzeiro. O Timbu aumenta na cobrança de Felipe, 2 a 1. A partida continuou movimentada até o final do primeiro tempo. O Náutico voltou do intervalo animado com a vitória parcial, e os atacantes Gilmar e Felipe assustavam a defesa cruzeirense. Com dois minutos Felipe fez o terceiro do Náutico após cobrança de escanteio.
O Cruzeiro não desanimou e apesar da pressão do Náutico chegou algumas vezes com perigo ao ataque. Num chute de Wagner, a bola bateu na mão de Hamilton dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Guilherme bateu e diminuiu para 3 a 2. O gol manteve as esperanças da torcida e do time celeste, que ainda acreditava na vitória. Mas o atacante do Náutico, Felipe, acabou com qualquer expectativa cruzeirense. Tocou a bola para Everaldo marcar sem goleiro e fazer o quarto gol. Cinco minutos depois, Felipe deu o passe para Gilmar fazer o quinto e fechar a goleada: Náutico 5 x 2 Cruzeiro.
Jogadores do Náutico comemoram goleada em cima do Cruzeiro.

A derrota vai deixar o Cruzeiro na quarta posição, já que perde o terceiro lugar para Palmeiras ou Flamengo que se enfrentam logo mais. O próximo jogo é decisivo para as pretensões cruzeirenses de pelo menos uma vaga na Libertadores, pois vai enfrentar o Flamengo no Mineirão, adversário direto na disputa. O time mineiro precisa engrenar nas últimas partidas não pode deixar de pontuar em nenhum jogo.
Confira os melhores momentos da partida entre Náutico e Cruzeiro:


Um comentário:

ivan JUnior disse...

Se o Cruzeiro não abrir os olhos é Sulamericana neles... Coitado do Adilson, quando ganhava não tinha a confiança da torcida imagina agora!!!!?!!!