terça-feira, 6 de outubro de 2009

Análise da 27ª rodada do Brasileirão - Parte 1

Com um pouco de atraso segue a análise dos cinco primeiros jogos da 27ª rodada do Brasileirão. Logo mais os comentários dos jogos restantes.


Equipe são-paulina comemora a vitória nos Aflitos.
Náutico 1 x 2 São Paulo – A rodada começou na quarta-feira, com o São Paulo vencendo o Náutico de virada por 2 a 1 e subindo para a segunda colocação. O jogo pareceu uma batalha no estádio dos Aflitos. Foram 12 cartões amarelos, seis para cada lado, com quatro expulsões. A vitória deu ânimo para o tricolor paulista. O Náutico começou bem e o São Paulo, confuso em campo, até fez um pênalti, no início da partida, que Bosco pegou. O time da casa saiu na frente, mas se perdeu no segundo tempo. O São Paulo teve dois jogadores expulsos, Junior Cesar e Richarlyson, mas mesmo com dois a menos, virou o jogo nos minutos finais. Com os resultados do fim de semana, o Náutico entrou para a zona do rebaixamento. O Timbu perdeu pela incompetência de seus jogadores e do técnico Geninho. O São Paulo, mais uma vez, contou com a sorte e a estrela do técnico Ricardo Gomes. Hugo, que entrou no lugar de Renato Silva, fez o gol da vitória.

Santo André 1 x 0 Vitória – O Santo André se beneficiou com a derrota do Náutico e saiu da zona de rebaixamento ao vencer o Vitória, em casa, por 1 a 0. O time do ABC Paulista acabou com uma série positiva da equipe baiana. A vitória do Santo André saiu com um gol relâmpago de Nunes, com 35 segundos de jogo. Mesmo vencendo, a situação do Santo André é preocupante. O time está com o mesmo número de pontos do primeiro time no G4 do mal, 28 e luta bastante para não cair. O Vitória caiu para a sétima posição com 39 pontos.

Correa comemora um belíssimo gol de falta.
Atlético-MG 2 x 1 Barueri – O Atlético-MG fez o dever de casa e venceu o Barueri por 2 a 1 no Mineirão. A vitória deixou o Galo na terceira colocação, com 47 pontos, um atrás do São Paulo e seis atrás do líder Palmeiras. Essa é a melhor campanha do Galo nos últimos anos, com um time forte, entrosado e ofensivo, mérito do técnico Celso Roth. Os donos da casa dominaram o início da partida, dando poucas chances para o Barueri. Com Éder Luis de volta, o ataque atleticano ficou mais rápido e, o forte meio-de-campo dominou o jogo. Destaque para Correa, e a dupla de ataque. O Atlético perde muito para o próximo jogo, sem Tardelli – convocado para a seleção – e Éder Luis, eu sofreu uma entrada violenta e levou 16 pontos na perna. Chance para os reservas ou para Celso Roth tentar uma formação diferente.

Corinthians 1 x 3 Atlético-PR – O Timão se entregou no Campeonato Brasileiro. Com a vaga para a Libertadores garantida, o time de Mano Menezes não vence há 4 rodadas e não tem mais grandes objetivos. Jogando em casa, a equipe se rendeu ao domínio do Furacão. Com uma belíssima atuação de Paulo Baier, o Atlético-PR venceu e se afastou ainda mais da zona da degola. Até o bom goleiro Felipe, do Corinthians, se entregou a má fase do time e levou um baita frango. Os dois times vão continuar ali, na metade da tabela, sem grandes pretensões.


Muricy comemora gol do Palmeiras enquanto Luxemburgo lamenta.
Santos 1 x 3 Palmeiras – No jogo da Vila Belmiro, o líder Palmeiras deu pinta de que não vai facilitar para os adversários. O Santos marcou primeiro, mas com um bom toque de bola e, mais uma ótima atuação do craque Diego Sousa, o Verdão virou. A vitória deixou o Palmeiras com cinco pontos de frente do segundo colocado. O pentacampeonato está cada vez mais perto do time de Muricy Ramalho, que levaria o título pela quarta vez consecutiva. O Santo, apesar de contar com o experiente técnico Vanderlei Luxemburgo, não consegue subir na tabela. Desde que assumiu, o time não muda de posição. São 15 rodadas na 13ª colocação.

3 comentários:

Mano Castanho disse...

Ana Paula, muito bom o texto, parabéns!

Eu gostaria de comentar algo justamente sobre os bastidores de Santos vs Palmeiras. O Luxemburgo falou que o Palmeiras foi o time que ele montou. Só que ele, Luxemburgo, estava no meio da tabela com esse time. Foi só ele sair que as coisas começaram a dar certo, o Jorginho encaminhou bem o time e o Muricy botou ele no topo com vários pontos de vantagem. Acho que um treinador deve ser avaliado não apenas pelo que faz num time, mas também pelo que acontece com o time depois que ele vai embora.

Grande abraço!!!

30 e poucos anos. disse...

Palmeiras na ponta da tabela ... só alegria

JOY disse...

Agora já sei onde conferira as novidades de esporte, melhor que isto quando eu perder o jogo do corinthians passo por aqui haha

Bjão querida
se cuida