terça-feira, 18 de agosto de 2009

Musa Isinbayeva não consegue saltar e termina em último


Isinbaeyva erra três saltos e termina o Mundial em último lugar.
A prova do salto com vara parecia decidida. A russa Yelena Isinbayeva, atual campeã olímpica, bicampeã e recordista mundial era a grande favorita para a prova. Tanto que ela só saltou com o sarrafo em 4,75m. Antes disso, a brasileira Fabiana Murer, que já saltou 4,82m nesta temporada, se despediu da competição sem conseguir ultrapassar os 4,65m, saindo decepcionada. Foi quando Isinbayeva, que estava deitada como costuma, se levantou para começar a prova. Para a recordista mundial, com 5,05m, começar a saltar com 4,75m parecia tranqüilo. Mas não foi. Ela errou três saltos – o primeiro em 4,75m e dois em 4,80m. Melhor para a polonesa Anna Rogowska, que já havia vencido a russa este ano, que saltou 4,75m e se sagrou campeã mundial. A polonesa Monika Pyrek e a americana Chelsea Johnson completaram o pódio.


A polonesa Anna Rogowska venceu a competição.

Fabiana Murer tinha grandes chances nessa prova. Mas também não era o dia da brasileira. No primeiro salto ela passou 4,40m com facilidade. No segundo, ela passou os 4,55m, mas caiu de mal jeito, machucando o quadril. Os 4,65m pararam Fabiana. Ela errou as três tentativas e se viu desclassificada da competição. ”Não sei o que deu errado. Não estava sentindo bem o salto, não estava conseguindo pegar o ritmo da vara. Estou triste. Acho que eu poderia ter saltado melhor. O das eliminatórias foi melhor do que hoje. Acho que a vara estava fraca, não sei. Pensei em trocar de vara. O Elson perguntou se eu queria trocar, mas eu não quis”, disse Fabiana.

Fabiana Murer também decepciona e não passa dos 4,65m.
Yelena Isinbayeva começou a saltar quando a amiga e companheira de treinos Fabiana já tinha errado os três saltos. Ela não passou no primeiro salto, de 4,75m. Quando passou para os 4,80m, altura fácil para quem já fez 5,05m, Isinbaeyva também errou. No último salto, a musa do salto com vara mostrou que também erra, que é humana e chorou. A campeã mundial Anna Rogowska considera Yelena a melhor do mundo. “Continua a ser a única atleta dentre nós capaz de saltar acima dos cinco metros. Em Londres, eu achei que ela estivesse simplesmente vivendo uma má fase. E pensei que, bem, era uma má fase, que vai passar; com certeza ela vai estar de volta à sua melhor forma no mundial - eu tinha certeza de que ela venceria", afirmou Anna. Mesmo decepcionada e muito triste, a russa agradeceu à torcida e concedeu entrevista à diversos canais de televisão, não escondendo o choro. “Não acredito que isso aconteceu comigo. É o destino. Vou me lembrar dessa derrota para sempre”, disse chorando Isinbayeva.

3 comentários:

Net Esportes disse...

quando ela errou sua segunda tentativa (primeira em 4,80) ela já viu que a coisa estava feia .... depois foi só trsiteza ao errar de vez na última chance ..... deu pena dela, mas acontece, até com Sergei Bubka já aconteceu algo semelhante .....

Net Esportes - 2 anos
http://netesporte.blogspot.com/

Saulo disse...

O esporte mostra que o mais forte também pode perder. Que não é perfeito.

E a Musa perdeu e a polonesa agradeceu.

Gabriel Ribeiro disse...

É aquela coisa, né! Quando não é pra acontecer, não acontece MESMO.