domingo, 23 de agosto de 2009

Barrichello vence pela 10ª vez na F1

Depois de quase cinco anos, ou exatas 81 corridas, o piloto brasileiro Rubens Barrichello voltou a vencer nesse domingo no GP da Europa, realizado no circuito de rua de Valência, na Espanha. Rubinho não vencia desde 2004. A vitória foi a décima do piloto em toda sua carreira e também serviu para deixar ainda mais marcado seu nome na história da fórmula 1 brasileira; a vitória de hoje foi a centésima do Brasil na competição. Com a vitória deste domingo, Rubinho volta a ser o vice-líder do campeonato com 54 pontos. Jenson Button continua na liderança com 72 pontos. Essa é a primeira vez que o piloto vence com a Brawn GP e, sem erros, pode-se dizer que foi uma corrida perfeita.


Barrichello comemora primeiro pódio da temporada.

Barrichello largou em terceiro lugar, atrás das duas McLarens de Lewis Hamilton e Heikki Kovalainen, durante os pit stops. Lewis acabou na segunda colocação e Kovalainen perdeu o terceiro lugar para o finlandês Kimmi Raikkonen, da Ferrari. Os pilotos da McLaren entraram nos boxes primeiro, e Rubinho que estava em terceiro aproveitou para diminuir a diferença e conseguiu a segunda posição de Kovalainen. Lewis e Barrichello travavam uma disputa particular. Quando o inglês fazia uma volta mais rápida, o brasileiro respondia na volta seguinte como o mais veloz. Com isso os dois se distanciaram dos outros carros.

Rubinho largou em terceiro mas superou os dois carros da McLaren.
A partir da 29ª volta, Rubinho passou a fazer tempos melhores que Hamilton e diminuiu a diferença para perto dos dois segundos. O inglês foi fazer sua segunda parada oito voltas depois, mas a equipe não estava pronta e com isso ele ficou 13,4 segundos nos boxes. Rubinho continuou fazendo voltas mais rápidas e na 40ª, quando o safety car entrou na pista, ele fez sua parada em apenas 6,8 segundos. Na saída, o brasileiro voltou em primeiro lugar e com uma vantagem de 7 segundos para Hamilton. Barrichello segurou no final para garantir o primeiro lugar na corrida. O brasileiro dedicou a vitória ao amigo e piloto Felipe Massa, afastado das pistas desde seu acidente há três semanas.

Barrichello homenageou o amigo Felipe Massa no capacete.

2 comentários:

Camis disse...

Acho ele vencer até estranho.
Mas fico feliz....BRAAAAASIL!

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Saviano Abreu disse...

Espero que nossa imprensa valorize um pouco mais o Rubinho, pelo menos nessa temporada. Ele merecia ganhar! Fiquei feliz... por ele e pelo nosso país.